Tuk Tuk está caindo aos pedaços, literalmente!

Publicado em 13/06/2018

Tamanho da fonte:

Os trabalhadores da Sabesp de Itapetininga que utilizam o veículo apelidado por eles de “Tuk Tuk” estão expostos ao perigo pelas condições em que alguns desses veículos se encontram. O Tuk Tuk é uma espécie de triciclo motorizado muito comum na Índia e na Tailândia.

Problemas no suporte do motor, escapamento, parte elétrica exposta por conta da trepidação e para-lamas que joga água no condutor quando chove.

O veículo é perigoso, tanto que no dia 11 de junho a bengala de um desses veículos quebrou quando um trabalhador ainda estava no pátio da empresa, porém se estivesse na rua, em velocidade mais alta, poderia ter ocorrido um grave acidente.

Os trabalhadores querem que os Tuk Tuk,s sejam substituídos por carros. O Sintaema, que sempre foi contra o uso desses veículos justamente porque os mesmos colocam em xeque a segurança e a integridade física dos companheiros, ingressou no ano passado com um pedido no Ministério Público do Trabalho – MPT para suspender o uso desses veículos, tanto que a Sabesp paga adicional periculosidade para os trabalhadores que dirigem o Tuk Tuk até que a questão seja resolvida no MPT. 

O sindicato vai insistir na suspensão desses veículos e substituição por carros, os trabalhadores não podem correr riscos por conta de economia da Sabesp.

Estamos juntos!

Compartilhe agora com seus amigos
TwitterFacebookWhatsApp

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Voltar ao Topo