A pressa em aprovar a Reforma da Previdência

Publicado em 06/08/2019

Tamanho da fonte:

A partir de hoje (6) a Câmara dos Deputados já pode iniciar a votação da reforma da previdência em 2º turno.

O texto continua desfavorável aos brasileiros, já que aumenta o tempo para se aposentar, limita o benefício à média de todos os salários, eleva as alíquotas de contribuição para quem ganha acima do teto do INSS e estabelece regras de transição para os atuais assalariados.

Para ser aprovado e ir para o Senado, o texto precisa de pelos menos 308 votos. Nesta segunda fase os parlamentares poderão apresentar destaques para excluir trechos do texto já aprovado no 1º turno.

Vale lembrar que, do texto aprovado na comissão especial para a votação no 1º turno houve mudanças, entre elas: na regra de transição de aposentadoria por idade, com a diminuição de 20 anos para 15 anos o tempo mínimo de contribuição exigido para se aposentar pelo INSS, e para a mulher, no cálculo do salário pela média, ela receberá 60% do calculado por 15 anos de contribuição e 2% a mais dessa média por cada ano que passar disso.

Por isso o empenho deve ser reforçado pelos parlamentares contrários à reforma nefasta que, com a suposta pretensão de melhorar a economia vai penalizar os trabalhadores.

A luta continua. Todos juntos contra a reforma da previdência, pelo direito de se aposentar em vida!

Ato em defesa da aposentadoria e da educação

Dia 13 de agosto, às 16h, no MASP – Av. Paulista.

Compartilhe agora com seus amigos
TwitterFacebookWhatsApp

Voltar ao Topo