Governo Doria quer extinguir institutos, fundações e empresas do Estado

Publicado em 14/08/2020

Tamanho da fonte:

Em sua ânsia de promover o desmonte no Estado, o governador João Doria encaminhou à Assembleia Legislativa de São Paulo no último dia 12 o projeto de lei 529/20 que prevê a extinção de unidades administrativas, entre elas a Fundação Zoológico, o Instituto Florestal, CDHU, EMTU, IAMSPE e Fundação Oncocentro.

O projeto prevê também a concessão de uso ou de exploração de serviços de parques públicos, como o Villa Lobos, o da Água Branca e o da Juventude, entre outros.

Com a alegação da necessidade de ajuste fiscal e equilíbrio das contas públicas, a pretensão do governador é entregar boa parte dessas instituições à iniciativa privada, fundir algumas e transferir tantas outras para secretarias e outros órgãos da administração pública. O maléfico projeto prevê a alienação de imóveis e Programa de demissão Incentivada.

Por pouco a nossa Fundação Florestal não estaria na lista. A pressão do sindicato e das entidades ambientalistas mostrando a fundamental importância da Fundação em seu trabalho inconteste ao meio ambiente nos parques estaduais e unidades de conservação fez com que o governo desistisse de extingui-la.

Porém, o projeto incluiu outras instituições públicas importantes para a população, e por isso o sindicato repudia este nefasto projeto de desmonte do Estado e apoiará a luta dos companheiros destas instituições ameaçadas.

Juntos na luta contra o projeto de entrega do Estado á iniciativa privada!

Compartilhe agora com seus amigos
TwitterFacebookWhatsApp

Voltar ao Topo