O governo que só pensa em privatizar e retroceder

Publicado em 21/08/2019 11:47

Tamanho da fonte:

Na noite de ontem (20), o ministro da Economia, Paulo Guedes, afirmou que o governo quer privatizar 17 estatais ainda neste ano. A meta, segundo Guedes, é conseguir com as vendas U$ 20 bilhões. As estatais que estão na bola da vez ainda serão anunciadas.

Marcelo Camargo/Agencia Brasil

O anúncio foi dado em um evento promovido pelo jornal Valor Econômico para empresários, segundo matéria da Folha de São Paulo de hoje. “Tem uma competição [mundial] para fazer negócio com a gente e estamos em alta velocidade. Vamos dançar com os americanos e com os chineses”, disse.

Mas quem dança mesmo é o povo brasileiro, que está perdendo seu patrimônio público para a sede privatista deste governo. Tarifas altas e serviços que deixam a desejar são algumas das consequências que já conhecemos quando da privatização de serviços públicos.

Retrocesso: a volta da CPMF

O ministro disse ainda durante o evento que defende a volta de um imposto sobre transações financeiras, como uma nova CPMF, em troca da desoneração da folha de pagamento.

Segundo a matéria, Guedes disse que é preciso reduzir os encargos trabalhistas, e que, entre um imposto horroroso e a desoneração da folha ele prefere “abraçar o feioso”.

Ou seja, este é o governo que prefere penalizar ainda mais os brasileiros com a volta de um imposto há anos derrubado para agradar empresários e patrões.

Cada vez mais a luta deverá ser intensificada contra tantos retrocessos e ataques deste governo neoliberal. Estamos juntos!

Compartilhe agora com seus amigos
TwitterFacebookWhatsApp

Voltar ao Topo