Governo da morte | Com quase cem mil óbitos no país pela covid, Bolsonaro diz “vamos tocar a vida”!

Publicado em 07/08/2020 16:01

Tamanho da fonte:

E daí? Lamento muito, mas você quer que eu faça o quê? A economia não pode parar. Vamos tocar a vida!

São com essas frases frias e rasas que o presidente Bolsonaro se refere às mortes pela covid-19 no Brasil, onde já estamos chegando à triste marca dos 100 mil óbitos e quase três milhões de casos confirmados pela doença.

Em um negacionismo absurdo, desde o início da pandemia o presidente se mostrou contrário às medidas preventivas como o isolamento social, o uso de máscaras e o fechamento temporário de estabelecimentos.

O próprio presidente deu péssimos exemplos ao aparecer em público sem máscaras abraçando e beijando seu eleitorado, participando e provocando aglomerações. Não à toa, pegou a covid, segundo ele.

Contrariando a comunidade científica que mostrou que a cloroquina não tem comprovação de sua eficácia contra o vírus, o presidente insiste neste discurso e hoje o que vemos é a falta de materiais básicos para atender aos infectados, como cilindros de oxigênio, enquanto sobra cloroquina por todos os lados.

Sempre com um discurso que prioriza a economia em detrimento da vida, Bolsonaro mostrou-se um irresponsável perante a pandemia. Vale lembrar que se dependesse do governo o auxílio-emergencial seria de apenas três parcelas de R$ 200,00.

Tamanha inoperância, insensibilidade e irresponsabilidade só nos levam a gritar cada vez mais e em alto e bom som:

FORA BOLSONARO!

Compartilhe agora com seus amigos
TwitterFacebookWhatsApp

Voltar ao Topo