Trabalhadores da Fundação Florestal aguardam há oito meses o desfecho da campanha salarial 2015

Publicado em 02/02/2016 16:06

Tamanho da fonte:

Desde maio do ano passado, após a categoria aprovar a pauta de reivindicações que foi entregue à diretoria executiva da Fundação, houve várias rodadas de negociação e duas reuniões com a Secretária de Meio Ambiente do Estado de São Paulo Drª Patrícia Iglesias.
Porém, a intransigência do Governo do Estado não permitiu avanços na campanha, e a resposta definitiva veio no dia 27 de janeiro de 2016 através de um comunicado oficial da diretoria executiva da fundação (clique aqui e leia o documento) dizendo que o reajuste seria zero.

fundacao_campanha_salarial_2015Mediante a esse cenário, o Sintaema realizou no dia 2 de fevereiro no Horto Florestal uma assembleia geral da categoria, onde os trabalhadores deliberaram por instaurar o estado permanente de greve e realizar atos nas unidades de conservação, com o intuito de mobilizar a categoria e forçar o governo a rever a decisão. Deliberaram também por uma nova assembleia no dia 02 de março no mesmo local para avaliar os resultados do movimento.
É um absurdo o tratamento que esse governo dispensa às pessoas que cuidam do meio ambiente em nosso Estado.

Trabalhadores da Fundação Florestal, estamos juntos na luta!
Compartilhe agora com seus amigos
TwitterFacebookWhatsApp

Voltar ao Topo