Rolo compressor nos destaques

Publicado em 08/08/2019

Tamanho da fonte:

Deputados governistas rejeitaram todos os destaques que amenizariam o impacto negativo da reforma na vida dos trabalhadores

Pablo Valadares/AC

Na noite de ontem (7) foi concluída a votação dos destaques apresentados no texto-base da reforma. Os deputados da oposição apresentaram destaques importantes para atenuar o estrago que o governo fará nas aposentadorias, porém os deputados governistas não quiseram saber, votaram contra.

Entre os destaques, os deputados rejeitaram a proposta do PCdoB de que pensões não possam ser menores que um salário mínimo (R$ 998) em qualquer hipótese. Ou seja, a pensão poderá sim ser menor que salário mínimo se não for única renda, como em casos de viúvas que já recebem uma aposentadoria, por exemplo.

Também foi mantida a restrição ao acesso do Benefício para idosos carentes. Os deputados do PT haviam pedido para suprimir os critérios para a concessão do benefício.

Outro importante destaque rejeitado foi apresentado pelo PT para suprimir a mudança no cálculo do benefício. Atualmente a regra é a média de 80% dos maiores salários. Como não foi aprovado, o cálculo será a média de 100% dos salários. O valor inicial foi mantido em 60%, mais 2% a cada ano extra de contribuição.

Agora a nefasta proposta vai para o Senado, onde deverá passar pela Comissão de Justiça e depois ir para votações em 1º e 2º turnos no plenário.

E nesse período a luta dos trabalhadores e aposentados continua, cada vez mais acirrada.

Todos no ato dia 13 de agosto, às 16h, no Masp – Avenida Paulista!

Compartilhe agora com seus amigos
TwitterFacebookWhatsApp

Voltar ao Topo