MP 868/18 – PLV 8/19 | Milhares se juntam à luta contra a privatização do saneamento

Publicado em 21/05/2019

Tamanho da fonte:

Ato reuniu cerca de 4 mil trabalhadores da Sabesp que mandaram o recado para os governos estadual e federal: não à privatização do saneamento!

Os companheiros e companheiras da Sabesp da Capital e de vários municípios deram um verdadeiro exemplo de combatividade, resistência e luta na manhã de hoje (21) em gigantesco ato que começou em frente à Sabesp da Ponte Pequena e terminou na Sede do Sintaema, a casa do trabalhador, depois da passeata que parou a Avenida do Estado.

O protesto contra a MP 868/18 – PL 8/19, que está na pauta da discussão da Câmara em Brasília é um atentado ao direito à água, um bem universal que corre o risco de ser um luxo para poucos se a pauta for aprovada, já que o projeto abre de forma escancarada as portas do saneamento público à iniciativa privada e acaba com uma importante ferramenta social que é o subsídio cruzado.

A luta contra essa MP também é da sociedade, uma vez que a iniciativa privada visa o lucro, portanto as contas de consumos serão mais caras e os serviços precarizados, a exemplo do que já ocorreu em diversos países que retomaram os serviços após a nefasta privatização.

“A Frente Nacional em defesa do saneamento ambiental, da qual o Sintaema faz parte, está em Brasília para pressionar os deputados e senadores para que não aprovem essa política nefasta de privatização do saneamento, vamos continuar fazendo pressão!”, declarou o presidente do Sintaema, José Faggian.

“Esse governo está a serviço do grande capital, não estamos satisfeitos com essa onda privatista em nosso país, vamos intensificar a luta”, disse o presidente da CTB nacional, Adilson Araújo.

“Querem entregar nossas riquezas naturais, nossa água. Esse governo tem se prestado a isso, ao desmonte do país”, frisou o presidente da Fenatema, Eduardo Annunciato, o Chicão.

Trabalhadores e trabalhadoras da CETESB, Fundação Florestal e empresas privadas participaram da manifestação em apoio e solidariedade aos companheiros da Sabesp.

Bastante representativo, o ato contou com a presença de dirigentes da CUT, CGTB, Nova Central, FNU, Sindae-Campinas, Sintius, Sindicato dos Engenheiros, Sindicato dos Advogados, Sindicato dos Metroviários, Sindicato dos Eletricitários, AAPS, APU e MAB.

Todos juntos na luta pela Sabesp pública! Diga não à venda da Sabesp, diga não à privatização do saneamento!

Assista ao ato na integra:

Compartilhe agora com seus amigos
TwitterFacebookWhatsApp

Voltar ao Topo