Cetesb: trabalhadores encerram greve sem retirada de conquistas

Publicado em 26/06/2017 17:41

Tamanho da fonte:

Companheiros se mobilizaram em greve por dois dias e conseguiram acordo sem que a garantia no emprego fosse rebaixada.

No dia 26 de junho, depois de dois dias de greve, os trabalhadores e trabalhadoras da CETESB aprovaram em assembleia a proposta negociada no TRT na última audiência, no dia 23.
Os trabalhadores haviam decidido a greve na assembleia do dia 21 porque a empresa não avançou o suficiente na última negociação, embora tenha apresentado reajuste de 3,5 no vale-refeição em novembro, além dos 3,71%, proposta esta retirada na audiência. Alegando estar com dificuldades financeiras e depender totalmente dos recursos do Estado. Os trabalhadores não aceitaram e lutaram para que se chegasse a um patamar melhor.


Na audiência do TRT a CETESB tentou diminuir o índice da garantia no emprego, porém o Sintaema e demais sindicatos rechaçaram tal postura e não aceitaram rebaixar esta importante conquista.
A empresa também quis descontar os dois dias de greve e o descanso semanal remunerado, o que também não foi aceito pelo sindicato. Depois de muito debate, a empresa aceitou descontar apenas a quinta-feira, e compensação de horas da sexta-feira.

Proposta aprovada:

-Reajuste de 3,71% (FIPE) sobre os salários e piso salarial;
-Reajuste de 3,71% sobre os benefícios de auxílio-creche, gratificação de férias (parte fixa), vale-refeição, vale-alimentação, cesta de Natal e auxílio-excepcional;
-Manutenção das cláusulas sociais do acordo anterior, inclusive a garantia no emprego de 96%;
-Pagamento do retroativo sobre os salários e benefícios: maio será pago até o 2º dia de agosto/2017, e junho será pago até o 2º dia útil de setembro.
Os trabalhadores também aprovaram protesto no dia 30 de junho, data da greve geral contra a reforma trabalhista e pelo direito de se aposentar.

“Diante da conjuntura atual e da correlação de forças, na qual infelizmente os trabalhadores têm como patrão um governo estadual que não valoriza seus trabalhadores, os companheiros e companheiras da CETESB aprovaram a proposta que, embora não seja ainda a ideal, manteve o acordo coletivo com importantes conquistas e não retirou nenhum direito, graças à demonstração de luta e resistência dos trabalhadores”, disse o presidente Rene Vicente. “A luta continua, parabéns a todos”, finalizou.

Juntos na luta!
Compartilhe agora com seus amigos
TwitterFacebookWhatsApp

Voltar ao Topo