CETESB – Indignação: empresa diz que não terá PPR 2019

Publicado em 13/12/2019

Tamanho da fonte:

Em reunião com o Sintaema e demais entidades no último dia 11, a diretoria de gestão corporativa da CETESB informou que o Programa de Participação nos Resultados – PPR 2019 não será implantado devido a dificuldades financeiras e orçamentárias que a Companhia está passando, e impossibilidade de comprovação da capacidade financeira e orçamentária para cobertura do PPR 2019.

Prontamente, o Sintaema e demais sindicatos expuseram total indignação com esse posicionamento da empresa pelo não pagamento do PPR 2019, uma conquista dos trabalhadores que merecem o reconhecimento pelo valoroso serviço que desenvolvem com muito profissionalismo e responsabilidade em prol do meio ambiente.

Os sindicatos também manifestaram o descontentamento dos trabalhadores pela ausência da aplicação do Plano de Carreiras, um anseio dos companheiros e companheiras que não está sendo atendido há alguns anos e esta situação precisa mudar, é preciso avançar.

Frente a isso o diretor da CETESB ressaltou que a Diretoria Colegiada já vem realizando medidas internas de gestão de seus recursos próprios para buscar saídas que viabilizem o PPR 2020, e que estas medidas serão apresentadas ao Conselho de Administração em janeiro próximo.

Os sindicatos reivindicaram participação e discussão de perto no processo de elaboração e acompanhamento das metas do PPR 2020 com reuniões periódicas, bem como a assinatura do acordo do PPR para não coincidir com as negociações salariais.

O Diretor de Gestão Corporativa se comprometeu a atender às demandas apresentadas pelos sindicatos e já agendou uma reunião no dia 6 de janeiro próximo, quando apresentará uma proposta inicial sobre o PPR – 2020.

Redução do intervalo para refeição e descanso.

Muitos trabalhadores têm reivindicado a redução do intervalo de almoço para 30 minutos, por isso essa demanda também foi levada na reunião pelos sindicatos. A empresa se comprometeu a discutir o assunto e apresentar uma posição até fevereiro do próximo ano.

O Sintaema continuará lutando para que os trabalhadores e trabalhadoras da CETESB não sejam prejudicados com a não aplicação de políticas de valorização arduamente conquistadas.

Estamos juntos!

Compartilhe agora com seus amigos
TwitterFacebookWhatsApp

Voltar ao Topo