Absurdo: deputado ruralista do PSL pede o fim da Fundação Florestal

Publicado em 18/11/2019 17:31

Tamanho da fonte:

O deputado estadual Frederico D’Avila enviou ao governo estadual uma propositura na qual pede a extinção da Fundação Florestal e do Instituto Florestal com a finalidade de “redução de gastos e mais eficiência da atual gestão”.

Segundo o deputado, é “necessária a extinção do Instituto Florestal e da Fundação Florestal e seus cargos vinculados, que incham a máquina pública”, e pede ainda que se venda algumas fazendas de eucalipto e pinus sob o controle do Instituto Florestal, que, segundo ele, estão ociosas.

Com essa propositura o deputado demonstra total descaso com os profissionais da Fundação Florestal e do Instituto, que desenvolvem trabalhos de suma importância na preservação da fauna e flora dos parques estaduais, tanto na defesa quanto na pesquisa e manejo de árvores e outras espécies de plantas, pássaros e toda a fauna.

E o absurdo não para por aí: a propositura do deputado sugere que apenas algumas áreas “com importância diferenciada na área ambiental” continuem sob a Secretaria de Infraestrutura e Meio Ambiente, e as demais áreas passem a ser administradas pela Secretaria de Agricultura e Abastecimento.

Vale observar que o deputado é produtor rural, diretor da Sociedade Rural Brasileira e vice-presidente da Aprosoja. Será que ele quer transformar os parques em uma grande plantação de soja?

O Sintaema, como representante dos companheiros e companheiras da Fundação Florestal já está se inteirando desse assunto e vai cobrar explicações sobre essa intenção do deputado ruralista. Vamos organizar propostas de luta no sentido de defender os postos de trabalho, bem como a preservação e gestão da Fundação Florestal no Estado pelo poder público.

Vamos Juntos na luta em defesa do meio ambiente e seus trabalhadores!

Compartilhe agora com seus amigos
TwitterFacebookWhatsApp

Voltar ao Topo