5 razões para ser contra a privatização da Sabesp

Publicado em 23/06/2022 11:42

Tamanho da fonte:

Desde a sua fundação, o Sintaema trabalha para garantir o fortalecimento da Sabesp, maior empresa de saneamento da América Latina e 3º maior do mundo, e a justa valorização dos trabalhadores e das trabalhadoras. Há mais de três décadas, as sucessivas gestões do PSDB ameaçam a empresa com o projeto de privatização.

De olho nessa investida, o Sintaema, junto com o Fórum das Entidades, lançou cartilha para explicar o que está em jogo com a privatização da empresa e alertar que o maior a prejudicada com essa decisão do governo é a população, sobretudo a mais vulnerável.

Confira 5 razões para ser contra a privatização da Sabesp: 

  1. Ela é o ente público que instrumentaliza o saneamento básico, que atende o povo paulista sem visar tão somente o lucro financeiro, mas sim a melhoria da qualidade de vida da população.
  2. É uma empresa decisiva para a conquista da dignidade de milhões de paulistas, por meio do direito humano ao acesso à água limpa e segura e ao saneamento.
  3. Ela é financeiramente saudável, com credibilidade e confiança dos seus serviços e comprovada responsabilidades socioambiental e econômico-financeira.
  4. Alcançou resultados extraordinários graças à competência de seus funcionários e funcionárias e ao modelo de governança da empresa, fruto de um processo permanente de aperfeiçoamento solidamente assentado na coesão interna e na busca pela excelência. Um modelo que é continuamente colocado à prova, como o foi no enfrentamento à crise hídrica de 2013-2015, bastante viva em nossa memória.
  5. A Sabesp privatizada estará sob o comando de investidores e conglomerados financeiros, totalmente interessados em maximizar lucros e transferências de dividendos aos seus acionistas, colocando em segundo plano a MISSÃO de melhoria da qualidade de vida e do meio ambiente.

Água é direito humano

Resolução 64/292 da ONU estabeleceu que “o acesso à água limpa e segura e ao saneamento básico são direitos humanos fundamentais”. O direito humano à água assegura a todos, sem discriminação, água para o uso pessoal e doméstico disponível, segura, aceitável e acessível economicamente. E o direito humano ao esgotamento sanitário assegura a todos, sem discriminação, soluções disponíveis, física e economicamente acessíveis, em todas as esferas da vida, de forma segura, social e culturalmente aceitável, promovendo privacidade e dignidade.

Está claro que a dupla Rodrigo Garcia e Rodrigo Maia, obsessivamente, desejam que a Sabesp seja privatizada ou o seu comando acionário concedido, no todo ou em parte, para a iniciativa privada e nossa luta é para barrar mais esse golpe que atenta contra nosso patrimônio e vilipendia nossos direitos.

ÁGUA É VIDA, NÃO É MERCADORIA!
SOME FORÇA À LUTA DO SINTAEMA. DIGA NÃO, À PRIVATIZAÇÃO DA SABESP!

Compartilhe agora com seus amigos
TwitterFacebookWhatsApp

Voltar ao Topo