Trabalhadores protestam pelo cumprimento de escala

Publicado em 23/12/2013 00:00

Tamanho da fonte:

Na manhã da “sexta-feira 13” vários companheiros da Sabesp protestaram pelo não cumprimento da escala 4x2x4 em algumas áreas. Os trabalhadores são da manobra, e a Sabesp firmou acordo se comprometendo a aplicar a modalidade, porém há locais em que a escala não está sendo cumprida. O Sintaema já havia reclamado, mas a empresa enrolou e não cumpriu o acordado nesses locais.

Frente a isso diversos protestos foram feitos hoje, como este da foto, na Sabesp da Lapa. O Sintaema ingressará com uma ação judicial para que a empresa cumpra o acordo na totalidade, e não parcialmente, como está sendo hoje.
Juntos na luta!

 

PCS: agora a culpa é do sindicato?!


Em reunião estruturada com os trabalhadores da Sabesp de São José dos Campos o Departamento comentou que o Plano de Cargos e Salários (PCS) não está a contento por culpa do Sintaema. Será que a Sabesp propôs 5% da folha para movimentação e o Sintaema não concordou? Ou queria dar mais e não concordamos? Ressaltamos que o Sintaema sempre lutou pela implantação do PCS, uma demanda de nossa categoria, e, mesmo diante da implantação, não assinamos o plano por não concordar com alguns fatores que prejudicam o trabalhador, como o salário regional, a pouca verba para movimentação, e a possibilidade de aumentar a verba para 2% à custa de demissões. Não podemos concordar! O fato é que alguns administradores, quando da avaliação, não assumem suas posições e dizem que o dinheiro para movimentação é pouco, e não dizem com objetividade quais serão os critérios de avaliação. Tudo isso para não se indispor com seus pares, jogam de maneira absurda a culpa no sindicato!

Encarregados à beira de um ataque de nervos!

Na última semana o Sintaema se reuniu com vários encarregados da Sabesp para ouvi-los e levar adiante seus questionamentos, que são muitos! Hoje na Sabesp os encarregados estão literalmente à beira de um ataque de nervos, uma vez que são responsáveis por vários PO’s e atendem diversas cidades, ficando à disposição da empresa 24h por dia, trabalhando no limite físico. Muitos deles estão tomando calmante para suportar tamanha pressão. A vida social e familiar deles está comprometida, pois são cobrados a todo o momento, seja pelos superiores da Sabesp, prefeito, vereadores e até pela população, que muitas vezes bate na porta de suas casas para resolver problemas. Muitas vezes faltam equipamentos adequados, o que atrasa o serviço, há defasagem de funcionários, enfim, está difícil trabalhar com tanta pressão e pouca estrutura. Se um funcionário sai em férias os encarregados fazem de tudo, até abrem a agência para atender a população. Se um eletricista de plantão a distância falta, são eles que fazem a manutenção, sendo procurados até em período de férias. Mexem com cloro, desobstruem rede de esgoto, são expostos a riscos e condições insalubres, e sequer recebem periculosidade ou insalubridade. A falta de mão de obra é muito grande e não há perspectiva de contratação em uma região de 22 municípios. A previsão é a contratação de apenas um funcionário. A multifuncionalidade é uma característica geral da função de encarregado. E não bastasse, quando ocorre avaliação do Plano de Cargos e Salários, se forem promovidos o ganho será descontado da verba de encarregado, chegando ao absurdo de ter encarregado recebendo R$350,00 de verba para o cargo! O Sintaema ouviu estes companheiros e se sensibilizou com o cenário exposto. Vamos continuar mobilizando e fazendo reuniões em todas as regiões para levar adiante suas demandas. Parabéns a todos pela participação,
juntos na luta!


Compartilhe agora com seus amigos
TwitterFacebookWhatsApp

Voltar ao Topo