TAC: pela não demissão dos trabalhadores envolvidos

Publicado em 30/05/2007 00:00

Tamanho da fonte:

O Sintaema, CRF, FNU e SEESP se reuniram no dia 21 de maio com as trabalhadoras e trabalhadores contratados pós-Constituição para estabelecer estratégias para prorrogação do Termo de Ajustamento de Conduta – TAC que prevê a demissão de cerca 130 profissionais. A reunião contou com a expressiva participação dos companheiros envolvidos, e na ocasião, foi formada uma comissão para conversar com o Presidente da Cetesb, Fernando Rei, que foi recebida no mesmo dia junto com o Sintaema e o CRF. O presidente reiterou que a Cetesb não tem interesse em promover nenhuma demissão, mas que, por tratar-se de um termo firmado com o Ministério Público, não há margem para decisões que expressem apenas essa intenção. Enquanto não existem decisões jurídicas favoráveis em nenhuma das ações impetradas, o presidente da Cetesb considera que o fato deve ser tratado politicamente e, nesse caso, a negociação deve ser liderada pelo Secretário de Meio Ambiente, Xico Graziano, que já manifestou publicamente sua intenção de negociar o TAC. Rei declarou ainda que, se chamado a se manifestar sobre o caso, defenderá a manutenção do quadro de funcionários e, em última análise, a garantia dos direitos trabalhistas, incluindo o pagamento da multa por rescisão de contrato, no caso da empresa ter que executar o TAC. O Sintaema já agendou uma reunião com o Secretário para ao próximo dia 31 e em conjunto com as demais entidades representativas continuará lutando por esses trabalhadores, fazendo gestões junto à direção, ao Secretário e buscando apoio junto aos deputados e comissões da Assembléia Legislativa.

Compartilhe agora com seus amigos
TwitterFacebookWhatsApp

Voltar ao Topo