Serra ataca de PPP e pacote privatista

Publicado em 08/10/2007 00:00

Tamanho da fonte:

Governo do Estado retoma a PPP na Sabesp e anuncia desmonte do patrimônio público No final de setembro os principais jornais estamparam a notícia de que o governador Serra está encomendando estudos para a privatização das 18 estatais que restam do patrimônio de São Paulo. Sabesp, Cetesb, Metrô, Prodesp, Dersa, CDHU, Nossa Caixa, IPT e inclusive a recém-criada CPP – Companhia Paulista de Parcerias fazem parte do intento de Serra. Nos mandatos de Covas, Alckmin e Claudio Lembo, a discussão era a de que a privatização objetivava dotar o Estado de mais recursos para investir no social, a exemplo da saúde, educação, segurança e outros. É notório que isso não aconteceu, ao contrário, o atendimento nesses serviços pioraram e a privatização deixou como saldo o aumento das tarifas e o desemprego, além do alto grau de terceirização, que precariza as condições de trabalho. Os servidores estaduais, que têm data-base em março, até o momento não tiveram seus acordos coletivos firmados. O que se vê é um festival de demissões no Metrô, na Fundação Padre Anchieta, CESP e outras empresas públicas. Dentro dessa neurose privatista, Serra retoma a Parceria Público-Privada (PPP) na Sabesp. A audiência de apresentação e modelagem do contrato de concessão ao setor privado será no próximo dia 16, no auditório da ETA Alto Tietê. A exemplo de expedientes anteriores, o Sintaema lutará para barrar o processo, e desde já conclama os trabalhadores para que se mobilizem e se juntem a nós contra a fúria privatista do governo estadual. Assembléia contra a privatização na Sabesp Dia 10/10, às 18 horas, no Sintaema

Compartilhe agora com seus amigos
TwitterFacebookWhatsApp

Voltar ao Topo