Respeito à lei é bom!

Publicado em 18/05/2009 00:00

Tamanho da fonte:

Contrariando as normas da CLT, a Sabesp continua deixando um funcionário do atendimento 195 de Hortolândia trabalhar 8 horas diárias. Vale lembrar que, conforme registrado no livro de inspeção do Ministério do Trabalho da UN, o prazo de afastamento do funcionário do referido serviço seria a partir de 23/04/09, data em que ocorreu a última audiência na DRT de Campinas, o que não está sendo respeitado. O Sintaema obteve informações de que o processo de licitação das terceirizadas para assumir o atendimento Call Center da RJ já foi concluído, e que em breve estará em funcionamento. Perguntamos: será que as empreiteiras também vão operar mais que 6 horas diárias? Esta é a Sabesp, que prioriza a terceirização, enquanto deveria se ater mais ao bom atendimento à população e à valorização de seus trabalhadores. O Sintaema continuará resistindo e fiscalizando as terceirizações, das quais é terminantemente contra.

Compartilhe agora com seus amigos
TwitterFacebookWhatsApp

Voltar ao Topo