Descaso do Governo com os trabalhadores em Meio Ambiente

Publicado em 23/10/2006 00:00

Tamanho da fonte:

Descaso. Foi exatamente este o sentimento do Sintaema sobre a resposta da Comissão de Política Salarial – CPS no dia 25 de setembro em relação ao pleito do Sintaema em relação à assinatura do acordo coletivo e reavaliação do índice de reajuste salarial, que foi de 2,55%. Solicitamos a assinatura como forma de assegurar a manutenção dos direitos e a equiparação do reajuste salarial ao aplicado no acordo dos companheiros da Cetesb, que foi de 4,63%, visto que a Fundação Florestal, além de também estar ligada à Secretaria de Meio Ambiente-SMA, comprovou ter provisão orçamentária para este pleito. Mas a CPS não só negou a equiparação do índice, que proporcionaria um aumento real de 2,08%, como manteve a proibição da assinatura do acordo coletivo. Não podemos esquecer que esta Comissão é formada por Secretários de Estado e pela Procuradoria Geral do Estado e, embora a SMA tenha protocolado o pedido, não houve movimentação efetiva por parte do Secretário para concretização da solicitação. Desta vez a alegação é que o período eleitoral não permite tal concessão, mas o fato que gerou este pleito é a nossa data-base que foi em maio! Tudo isto só prova o total descaso com que os trabalhadores do setor têm sido tratados pelo Governo Paulista nos últimos doze anos, e nos remete a uma imensa indignação. A questão maior não é sequer o valor em Reais que isto representa e sim o valor que nos é dado como trabalhadores que, apesar de toda a precarização do Serviço Público, com nosso suor e dedicação ainda tentamos manter o Meio Ambiente literalmente “VIVO”. O Sintaema continuará lutando e em breve conclamará os companheiros da Fundação Florestal para uma assembléia para dar encaminhamentos.

Compartilhe agora com seus amigos
TwitterFacebookWhatsApp

Voltar ao Topo