2013: muitas lutas virão!

Publicado em 20/12/2012 00:00

Tamanho da fonte:

Caros companheiros e companheiras, inicio este editorial agradecendo a todos por fazerem parte de nosso dia a dia, das nossas lutas, pelo apoio inestimável que todos vocês nos dão nos momentos cruciais da categoria. É muito bom representá-los e tê-los conosco.

Ao tomar posse no começo do ano, esta diretoria assumiu o desafio de lutar com todas as armas em defesa da nossa categoria, e é com este mesmo espírito combativo que terminamos o período, já pensando nos próximos passos que teremos que dar.

Mais um ano se finda, e com ele, a marca de muitas batalhas travadas ao longo do tempo. Vitoriosas ou ainda sem um desfecho favorável, todas as lutas foram permeadas pela tenacidade da categoria, que é de luta!

Em 2012, pudemos fechar bons acordos coletivos nas empresas, mas isso só foi possível graças à determinação dos companheiros e companheiras em não ceder ao patronato, ao contrário, deve-se pela persistência em negociar, protestar e até mesmo chegar ao movimento paredista quando foi preciso.

Depois de muitos anos conseguimos fechar um bom acordo coletivo em mesa de negociação com a Sabesp, com avanços significativos para a categoria. Conseguimos derrubar o salário regional no Litoral Norte e RJ, e antigas pendências também estão se resolvendo, como a padronização da escala de revezamento e o pagamento da ação da mesma, que é apenas uma questão de tempo para a concretização. Mas ainda há muito por fazer, e vamos lutar pelo fim do salário regional em toda a empresa, além de engendrar forças pela volta do ATS.

Na Cetesb e na Saned os companheiros e companheiras deram demonstrações de garra com greves exemplares, arrancando das empresas um acordo digno, sem rebaixamentos, ao contrário, com progressos substanciais.

Infelizmente, temos um governo estadual inoperante, que faz uma péssima administração, e consequentemente tem à frente das direções das estatais pessoas sem comprometimento com os trabalhadores. Prova disso foi o fiasco em relação à movimentação do Plano de Cargos e Salários na Cetesb, quando a empresa alegou não ter verba para o pagamento. Esta luta está apenas começando, não vamos aceitar essa desastrosa falha da empresa, pois os trabalhadores da Cetesb muito lutaram por um bom plano, e não por um canto de sereia.

O quadro é mais controverso na Fundação Florestal, onde temos excelentes profissionais que se dedicam a manter nossas matas protegidas, nossos guarda-parques que arriscam a própria vida na defesa da biodiversidade, e, no entanto, não têm a mínima consideração do governo do Estado. Fizemos uma greve exemplar, rebatida com
truculência pela direção da Fundação, direção esta que sequer se reúne com o sindicato para conversar (fizemos várias tentativas). Mas se eles pensam que desistimos, enganam-se. A nossa luta não somente vai continuar como será intensificada em 2013. Aguardem.

Nossos companheiros da Foz do Brasil do Interior também foram bem sucedidos na campanha, quando conseguimos unificar as pautas e os acordos coletivos de Limeira, Santa Gertrudes, Porto Ferreira e Rio Claro. Em Mauá o acordo também foi satisfatório, com muitas negociações até chegar a um patamar justo e contemplativo.

Muito nos orgulha poder ampliar nossa base, defendendo trabalhadores de outras empresas do setor, e este ano demos as boasvindas aos companheiros e companheiras da Serrat, CAB Ambiental e outras que estão chegando. É a categoria se fortalecendo cada vez mais! Uma mudança se fez necessária em 2012: o Sintaema se filiou à
Fenatema, uma instituição que, embora recém-criada, já se mostrou de extrema seriedade e competência, apoiando o Sintaema em todas as suas bandeiras de luta, antes mesmo de a oficializarmos em nossa entidade. Sintaema e Fenatema, juntos na luta!

Além dos embates da categoria, o Sintaema procurou se inserir nas discussões mais amplas do setor e da sociedade, com participação em fóruns e eventos, como no Fórum Social Mundial, Dia da Mulher, 1º de Maio e a Rio+20, entre outros importantes encontros, sempre levantando a bandeira dos trabalhadores e do setor. Vale ressaltar que
participamos ativamente da campanha das eleições municipais deste ano, apoiando em São Paulo a vitoriosa candidatura de Fernando Haddad, combatendo o que há de pior no tucanato paulista.

Quero aproveitar esse momento, no qual fazemos um balanço do que aconteceu e do que pode ser melhorado (e vamos melhorar!) para desejar a todos os trabalhadores e as suas famílias um ótimo fim de ano, em nome de toda diretoria do Sintaema.

Lembrem-se: estamos juntos na luta, sempre!

Um grande abraço!

Rene Vicente dos Santos,
presidente do Sintaema

Compartilhe agora com seus amigos
TwitterFacebookWhatsApp

Voltar ao Topo