Sobre a contribuição sindical – Uma importante reflexão

Publicado em 19/03/2018

Tamanho da fonte:

Caros companheiros e companheiras,

Como é de conhecimento da categoria, a reforma trabalhista aprovada no ano passado, mesmo com todas as lutas dos sindicatos, está em vigor e retrocedeu em importantes conquistas que a CLT garantia.

Foi um desmonte sem precedentes e que teve como objetivo atender aos empresários, banqueiros e a todo o tipo de segmento neoliberalista do nosso país.

Jogaram sobre os ombros dos trabalhadores uma conta que não é deles, e sim dos patrões.

O “deus” mercado exigiu esta reforma, amplamente atendida pelo governo golpista e subserviente ao capital, o governo ilegítimo de Temer.

Além do retrocesso nos direitos trabalhistas, a reforma teve como alvo o movimento sindical. Por quê? Porque são os sindicatos que defendem os trabalhadores e lutam para que seus direitos sejam preservados e suas conquistas ampliadas.

São os sindicatos que levam as reivindicações, que batem de frente com os patrões, que impedem abusos, assédios e o autoritarismo.

Com a tentativa de enfraquecer as entidades representativas, os empregadores têm a certeza de que os trabalhadores, com receio de serem mal interpretados ou até mesmo demitidos, vão se sentir tolhidos e não terão respaldo para que suas reivindicações sejam atendidas.

Muitos trabalhadores têm essa consciência e por isso continuarão contribuindo com os sindicatos, mesmo com a não obrigatoriedade do desconto da contribuição sindical aprovada na reforma.

Vários companheiros manifestaram querer continuar contribuindo com o pagamento de um dia de salário ao ano por concordarem que o sindicato precisa manter-se forte para enfrentar o patronato. Se com o sindicato a luta já é árdua, sem ele a situação ficará muito pior.

Vale ressaltar que nas conquistas, todos são abrangidos, associados ou não.

O Sintaema, que sempre foi atuante, tem em seu quadro de associados milhares de trabalhadores que acreditam na entidade e que, portanto, o sindicato consegue realizar todas as atividades pertinentes, com ou sem a contribuição anual sindical.

Porém, é fato e notório que a queda na receita de qualquer entidade ou empresa tende a restringir algumas atividades, e nosso sindicato sempre foi conhecido por sua atuação não somente com reuniões e negociações, mas com a luta mais aguerrida que envolve grandes protestos, assembleias, greves e tudo o que for preciso para alcançar o objetivo na defesa dos trabalhadores.

Trata-se, com esta reforma, de uma clara tentativa de inviabilizar essa batalha dos sindicatos com as empresas, um golpe a mais na cabeça dos trabalhadores, e é por isso que muitos companheiros e companheiras, associados ou não, querem continuar a contribuir com o Sintaema.

A esses trabalhadores e trabalhadoras conscientes da importância do sindicato se manter forte para as lutas que virão, o nosso muito obrigado pela confiança e apoio.

Aos companheiros e companheiras que ainda não conseguiram entender o quanto uma entidade representativa é importante para eles próprios, pedimos uma reflexão, um olhar atento a essa questão que tem por trás querer cercear cada vez mais a luta de classes, uma tentativa de calar a voz de todos os trabalhadores em suas justas reivindicações.

Com ou sem a contribuição sindical, continuamos juntos na luta!

Aos trabalhadores que continuarão contribuindo com o sindicato e fortalecendo a luta que é de todos, segue a autorização do desconto de contribuição sindical. Essa autorização deve ser impressa, preenchida e entregue no RH da empresa até o dia 2 de março de 2018. Clique abaixo e baixe o termo de acordo com sua empresa, caso não tenha autorização especifica de sua empresa, imprima a autorização geral que é válida da mesma forma:

Autorização de Contribuição Sindical – Sabesp

Autorização de Contribuição Sindical – Cetesb

Autorização de Contribuição Sindical – Geral

Juntos na luta!

Compartilhe agora com seus amigos
TwitterFacebookWhatsApp

Voltar ao Topo