Hanseníase

Publicado em 12/02/2014 00:00

Tamanho da fonte:

NOSSA SAÚDE
Aristóteles Cardona Júnior
Médico de Família e Comunidade

Quando suspeitar de Hanseníase?
O Dia Nacional de Combate e Prevenção a Hanseníase é no domingo, 26 de janeiro. Mas você conhece a hanseníase? A Hanseníase é um doença provocado por um bacilo chamado Mycobacterium leprae, também conhecido como Bacilo de Hansen.
O contágio é feito a partir de uma pessoa doente, que não esteja em tratamento, para outra. O diagnóstico em geral é realizado a partir de sinais e sintomas na pele e em alguns nervos. Pode atingir homens, mulheres e crianças de todas as classes sociais e, o mais importante, é que tem cura.
É muito importante saber que:
-Os doentes param de transmitir a partir do momento que começam o tratamento
-Somente a pessoa doente que não iniciou o tratamento pode transmitir a hanseníase
-Não se pega hanseníase bebendo no copo ou utilizando os mesmos objetos de uma pessoa com a doença.
A hanseníase pode ser percebida principalmente por manchas avermelhadas, esbranquiçadas ou acastanhadas em qualquer parte do corpo. Atenção para áreas da pele, mesmo sem mancha, que vão ficando dormentes. Sintomas incluem também o aparecimento de caroços ou inchaços no rosto, orelhas e nas mãos, além da perda dos pelos nas manchas e de cílios e sobrancelhas.
É uma doença de evolução lenta e o melhor caminho para se cuidar é procurar um serviço de saúde. A Hanseníase é uma doença que pode trazer deformidades. E o tratamento é um direito de qualquer brasileiro e está disponível em todas as unidades de saúde do SUS.

Compartilhe agora com seus amigos
TwitterFacebookWhatsApp

Voltar ao Topo