18 – Dia de Luta | Trabalhadores estão em protestos contra a reforma administrativa

Publicado em 18/08/2021 11:39

Tamanho da fonte:

De vários lugares do Brasil os trabalhadores estão ecoando o grito contra a nefasta reforma administrativa da PEC 32, uma proposta indecente deste governo destruidor de direitos.

Com o pretexto de modernizar os serviços públicos, a reforma prejudicará a população e os próprios servidores ao modificar as regras da contratação.

A PEC pode indicar o começo da privatização dos serviços públicos, já que está em pauta na proposta os “instrumentos de cooperação”, que nada mais é do que dividir os serviços públicos entre entidades públicas e privadas.

Outra questão absurda e preocupante é a retirada dos direitos dos funcionários públicos, como a proibição das licenças-prêmio, do Adicional por Tempo de Serviço-ATS, fim do anuênio e o fim da estabilidade, entre outros. Vale ressaltar que a estabilidade dá segurança e autonomia para que o servidor público execute suas tarefas para o cidadão sem qualquer obstáculo.

Em São Paulo, companheiros e companheiras da nossa categoria reuniram-se em protestos com o Sintaema em várias áreas das empresas, e um ato foi concentrado em frente à CETESB com a presença da CTB e de companheiros metroviários. Mais tarde, às 15h, vamos todos participar de um grande ato na Praça da República.

Estamos neste dia de grande luta em todo o país para dialogar com os trabalhadores que fazem parte desse processo, o povo precisa saber o que acontece no Brasil, em pleno século 21 estejamos vivendo no atraso, no descaso, no negacionismo”, desabafou o presidente da CTB nacional, Adilson Araújo.

Trabalhadores públicos atendem a população com profissionalismo e seriedade, cuidam do saneamento e do meio ambiente, transportam pessoas nos metrôs e prestam muitos outros serviços e não são valorizados no dia a dia, e agora vem essa reforma. É um descaso, essa reforma, além de desvalorizar esses trabalhadores prejudica a população ao passar os serviços para a iniciativa privada, vamos lutar”, ressaltou o presidente da CTB/SP e diretor do Sintaema, Rene Vicente.

O dia de hoje é o dia de luta do serviço público federal e também do povo brasileiro, porque o que estamos assistindo hoje no país é o desmonte de todo o serviço público em benefício do capital privado. Temos a obrigação de denunciar esta situação”, frisou Wagner Fajardo, diretor do Sindicato dos Metroviários.

Estamos aqui para lutar contra a PEC 32 e contra o PL26 que pretendem acabar com o serviço público de qualidade e passar tudo para a iniciativa privada, enquanto isso a população vai ficando desprovida dos serviços de profissionais como professores, enfermeiros e outras importantes profissões que estão sendo desvalorizadas e setores sendo privatizados”, disse o presidente do Sintaema, José Faggian.

Há dois anos não conseguimos reajuste a não ser na justiça para os companheiros da CETESB, na Sabesp há a ameaça de privatização enquanto a população sofre com falta de saneamento, e na Fundação ainda lutamos por valorização dos trabalhadores, está por trás disso tudo um projeto de desmonte, vamos acirrar a luta”, concluiu Faggian.

Os cidadãos brasileiros e os servidores públicos não merecem esse retrocesso!

Vamos todos ao ato unificado hoje, às 15h, na Praça da República.

Juntos na luta contra o desmonte dos serviços públicos, todos contra a PEC 32!

Lapa

Guarapiranga

UGR Guarapiranga

Franca

Sede da CETESB

Polo de Osasco

Cidade Tiradentes

Regional de Suzano

Mooca

UGR Pirituba

Compartilhe agora com seus amigos
TwitterFacebookWhatsApp

Voltar ao Topo