Um guerreiro que deixa um legado de lutas

Publicado em 27/02/2013 00:00

Tamanho da fonte:

Faleceu em 14 de janeiro por motivos de doença o companheiro e combatente JOSÉ MANOEL GALVÃO, deixando um legado de lutas.

Galvão, como era conhecido, foi admitido na SABESP em 11/12/1975 e desligou-se em 18/05/1998, tendo sido um exemplo de lutador, tanto quando estava na ativa como depois de aposentado, jamais abandonou a luta.

Associado ao Departamento dos Aposentados e Pensionistas do SINTAEMA, Galvão foi uma pessoa de suma importância na defesa das bandeiras sociais, sempre presente nas atividades que envolvia os direitos dos Aposentados e dos trabalhadores da ativa.

Vale lembrar que em 2001, Galvão foi capa dos principais jornais de São Paulo ao enfrentar, pacificamente, com a bandeira do Brasil nas costa, a cavalaria da polícia em um ato dos aposentados em Brasília contra a reforma trabalhista.

O verdadeiro sentimento nesse momento é de saudade, a dor da perda, mas com a certeza de que o companheiro Galvão estará sempre presente!

A diretoria do SINTAEMA e seus funcionários lamentam a perda desta grande pessoa, que nos deixa um exemplo de caráter.

Compartilhe agora com seus amigos
TwitterFacebookWhatsApp

Voltar ao Topo