Trabalhadores bebem água de esgoto

Publicado em 25/09/2006 00:00

Tamanho da fonte:

Uma ligação provisória de água para abastecer o canteiro de obras da empreiteira Rual, contratada da Sabesp, na ETE Araretama, em Pindamonhangaba, fez com que dezenas de trabalhadores ingerissem água de esgoto no dia 15 de setembro, devido a um refluxo de esgoto na ligação. Os terceirizados sentiram-se mal e foram levados à Santa Casa local para fazer lavagem estomacal e receber medicações. De acordo com a Sabesp, o controle sanitário foi acionado e constatou que a contaminação foi local, não atingindo a rede, e o bebedouro foi desativado. Há anos o Sintaema luta contra as terceirizações na Sabesp por causa da precarização nas relações de trabalho que as empreiteiras praticam, sem dar segurança necessária aos empregados e por fazerem muitas vezes o serviço mal feito, prejudicando a população e sobrecarregando os funcionários da Sabesp. Todos estes problemas, o episódio relatado em Pindamonhangaba e outros muito mais sérios, até com vítimas fatais, não deixam dúvidas que a terceirização só traz danos. Até quando a Sabesp vai se eximir da sua co-responsabilidade sobre estes casos? Até quando ela vai praticar a lei do menor preço em detrimento da qualidade de vida? Quantos trabalhadores ainda serão vítimas de maus procedimentos das empreiteiras? O Sintaema estará apurando este caso.

Compartilhe agora com seus amigos
TwitterFacebookWhatsApp

Voltar ao Topo