Sintaema continuará presente em defesa dos trabalhadores

Publicado em 01/12/2012 00:00

Tamanho da fonte:

Com 2.189 votos, a candidata do Sintaema para o Conselho Fiscal da Sabesprev, Maria Aparecida Cordelini, foi eleita pela categoria para representar os participantes e assistidos. O nosso candidato ao Conselho Deliberativo, Hilton Marioni, teve uma expressiva votação, 1.161 votos (ficando a frente de candidatos tradicionais), mas por uma diferença de 140 votos não se elegeu titular, porém é suplente no cargo.

O Sintaema deseja a todos os eleitos um bom trabalho à frente dos Conselhos, importantes órgãos de representação dos direitos e conquistas dos trabalhadores na Sabesprev. O companheiro Hilton, como suplente, participará de todas as reuniões do Conselho representando os interesses dos trabalhadores.

A eleição teve 3.680 votantes. O resultado geral pode ser acessado no site www.sabesprev.com.br

Para se pensar
A eleição da Sabesprev ocorreu durante uma semana, e houve de fato e de direito uma baixa votação, que não chegou a 20% do eleitorado.

Acreditamos que o principal problema foi técnico, devido ao SISTEMA JAVA, que impediu a votação nos primeiros dias. Vários eleitores tentaram votar e não conseguiram. Muitos desistiram de votar. Os boletos com as senhas de votação enviados às residências dos eleitores pareciam boletos de prestação de contas, e enviados com
10 a 7 dias de antecedência prejudicaram a votação. Muitos eleitores comentaram que jogaram fora o boleto das senhas. Outro fato é que a eleição foi feita num período de votação para prefeito de São Paulo, além de ter um feriado no meio. Tudo isto prejudicou a votação.

Para se pensar na próxima eleição: aprender com os erros, evoluir no processo, inclusive no que tange à transparência.

Alerta aos aposentados e pré-aposentados

Durante as eleições para a diretoria do Sintaema alguns oportunistas, agindo de má-fé, levaram advogados nas áreas da Sabesp incentivando trabalhadores aposentados e aqueles que estavam para se aposentar a entrar com uma ação contra a Sabesprev para permanecerem no Plano Pleno, pagando somente o que era descontado em folha de pagamento ( 3,21% do salário)através de uma liminar, e que o sindicato estaria omitindo esse direito do trabalhador.

Porém, o que ocorreu após o julgamento foi algo nefasto, pois assim que as liminares foram cassadas a Sabesprev cobrou todo gasto médico usado durante a vigência da liminar.

Temos 293 pessoas devendo a Sabesprev por terem caído no “canto da sereia” de alguns advogados. Algumas pessoas devem mais de R$100 mil, e estão passando dificuldades para honrar suas dívidas com a Sabesprev. Atitudes como essas são um desserviço a nossa categoria. Tome cuidado!

Se o Sintaema identificar os responsáveis por essa atitude tomará providências cabíveis, inclusive com o desligamento dessas pessoas do nosso quadro de associados.

Sabesprev Previdência
O diretor financeiro da Sabesprev fez uma apresentação sobre o TESTE DE SOLVÊNCIA E LIQUIDEZ DA SABESPREV ao Conselho Fiscal.

Nesta apresentação foi demonstrado que a Sabesprev terá dinheiro para honrar seus compromissos ate o último beneficiário estar vivo com a solução definitiva do pagamento do déficit atuarial.

Sem o pagamento do déficit teremos dinheiro até os anos de 2025/2026. Portanto, a Sabesprev tem um ativo (dinheiro em caixa) de aproximadamente R$ 1,9 bilhão, ou seja, não está quebrada, como andam dizendo por ai algumas pessoas irresponsáveis.

É essencial a Sabesp resolver o mais breve possível o problema do déficit, será melhor para todos, pois já não se consegue obter rentabilidade atuarial de 6%, o máximo que o mercado paga hoje é de 4,5%, portanto precisamos mudar as premissas atuarias da Sabesprev, buscando a meta realista de INPC + 4,5% de juros. Ao Conselho Deliberativo recomendamos a aplicação da meta realista.

Sabesprev Saúde: Sintaema repudia o Plano de Saúde Pleno 279

A Sabesprev apresentou ao Conselho Fiscal o Plano de Saúde Pleno 279, baseado na Lei 9656/1998 e na Resolução Normativa nº 279 de 24/nov/2012.

Este plano é para aposentados e ex-funcionários da Sabesp, que deverão pagar a parte da empresa e a parte deles, sem direito a dependentes.

Para o cálculo do Plano Pleno 279 foram usados os planos de saúde Executivo e Especial dos aposentados, usando o banco de dados (ESTE BANCO DE DADOS, SÓ TEM OS GASTOS REALIZADOS PELOS APOSENTADOS NO PERÍODO DE UM ANO).

A nosso ver, isto é ilegal e absurdo, pois usaram o gasto dos aposentados no período de um ano, o que jamais deveriam fazer, pois aposentados não pagam plano na ativa, já que são aposentados, e a Sabesp não paga nada para aposentado, então como calcular a parte da Sabesp se ela não paga aposentado? O cálculo deveria ser
por faixa etária dos ativos do plano pleno, incluindo seus dependentes e a parte da Sabesp.

Vale lembrar que os empregados ativos pagam 3,21 % do salário e mais os 30% do vale refeição. Este sim, deveria ser o critério justo e honesto de calcular o custo da Sabesp por empregado e o custo do funcionário da ativa, pois aí teríamos o custo de cada um, e somaríamos para ter o custo total.

A Consultoria Exactus, contratada pela Sabesprev e Sabesp para fazer a parte atuarial do Plano Pleno 279 apurou o custo total de R$ 900,00 per capita do Plano Pleno. Mas a Sabesprev e a Sabesp preferiram adotar o custo pelo banco de dados dos aposentados, o que elevou o custo individual do Plano Pleno 279 de R$ 900,00 para
R$ 2.004,33. O custo individual de R$ 2.004,33 foi aprovado no dia 28 de agosto deste ano pelo Comitê de Saúde da Sabesprev, comitê este do qual O SINTAEMA NÃO FAZ PARTE.

Isto é cumprir a Lei 9656/98 e a Resolução nº 279? Não, pois entendemos que Sabesprev e a Sabesp estão ferindo o que diz a Lei e a Resolução, portanto aplicando a lei a seu único critério.

Repudiamos esta atitude e tomaremos as medidas necessárias para impedir a implantação deste Plano sem o cumprimento da LEI 9656/98 e da Resolução nº 279.

Compartilhe agora com seus amigos
TwitterFacebookWhatsApp

Voltar ao Topo