Secretário esquece de citar os guarda-parques

Publicado em 19/03/2007 00:00

Tamanho da fonte:

Depois de sobrevoar a área da Juréia no último dia 02 e constatar o desmatamento que ocorre na região de Miracatu, inclusive em área de proteção coberta pela Estação Ecológica Juréia-Itatins, o Secretário de Estado de Meio Ambiente, Xico Graziano, declarou à grande imprensa que vai tomar medidas drásticas no sentido de impor mais rigor a fiscalização, citando inclusive possibilidade de aumento do efetivo da Polícia Ambiental na área, bem como a importância de os moradores serem também agentes fiscalizadores, principalmente no que toca ao corte ilegal de palmito. Porém, o que o Secretário deixou de falar foi sobre o imprescindível trabalho realizado pelos Guarda-Parques, tanto do Instituto quanto da Fundação Florestal, que há muito tempo fiscalizam toda a imensa área da Estação Ecológica, sempre com um número reduzido de trabalhadores e que, mesmo depois de perderem o porte de arma (pendência judicial que se arrasta há anos) continuam, desarmados, a coibir não só a extração ilegal do palmito como também a caça e captura de animais silvestres, dentre outras tantas atividades, sempre em defesa do patrimônio público ambiental e da biodiversidade. Esperamos que tenha sido apenas um lapso do Secretário e que ele não esqueça da importância fundamental que tem e sempre terá a ação destes valorosos trabalhadores que, mesmo não tendo o devido reconhecimento profissional e mesmo pondo em risco suas vidas, sempre ratificaram seu compromisso com a preservação do meio ambiente.

Compartilhe agora com seus amigos
TwitterFacebookWhatsApp

Voltar ao Topo