Sabesprev – Conselho Deliberativo

Publicado em 25/06/2007 00:00

Tamanho da fonte:

Na reunião dia 13 de junho foi realizada uma exposição de análise macroeconômica, onde o tema abordado foi a redução da taxa de juros e os impactos nos passivos atuariais dos fundos de pensão. Todos os fundos estão iniciando um processo de discussão referente à taxa de juros, pois esta premissa tem forte impacto nos pagamentos dos benefícios. A Sabesprev, através do Comitê de Investimentos e do Conselho Deliberativo, vem estudando os impactos da redução da taxa de juros e suas conseqüências no plano previdenciário, objetivando encontrar saídas para manter a rentabilidade dos ativos em um patamar capaz de cumprir os compromissos do plano, mesmo diante deste novo cenário econômico. Na reunião, foi oficializada a contratação de consultoria especializada para assessorar o grupo de trabalho, que fora aprovado no acordo coletivo, sobre as situações dos planos médicos, em particular o especial e básico, visto que a Agência Nacional de Saúde -ANS, tem exigido que os planos de saúde sejam todos superavitários e constituam reserva técnica, exatamente o oposto do que vem ocorrendo hoje. Os conselheiros eleitos reafirmaram que esse encargo financeiro deve ser da Sabesp, visto que a solução do problema envolve mais a empresa do que a própria Fundação. Frente a isso, o Sintaema vem defendendo há muito tempo a criação de planos médicos mais simples para os aposentados e com boas condições de pagamento. Sempre defendemos que a Sabesp deverá ter a sensibilidade de contribuir com o trabalhador quando do ato da aposentadoria, pois é nesse momento que trabalhador mais necessita de assistência médica. Infelizmente, a concepção adotada pela Sabesp sempre foi a de negar esta justa necessidade. O Sintaema participou deste trabalho junto aos demais sindicatos e espera que a Sabesp esteja mais sensível para equacionar esta antiga demanda, nunca esquecendo que nossa principal luta sempre deve ser por uma assistência médica pública, com qualidade e acesso a todos. Plano Previdenciário Sobre o plano previdenciário que fora inclusive objeto de discussão no acordo coletivo, o presidente do Conselho Deliberativo e a Sabesprev se reunirão com a empresa e caso tenha avanços nesse processo, será necessário conversar com outros órgãos do governo. Os conselheiros eleitos reconheceram como positivo o fato desse item ter sido colocado no acordo coletivo deste ano, mas enfatizaram que será necessário refazer os cálculos atuariais, rediscutir a premissa da taxa de juros e fazer gestões junto à Secretaria de Previdência Complementar para que seja aceito o pedido da Sabesprev sobre a Resolução 4. Os conselheiros destacaram mais uma vez que a Sabesp tenha sensibilidade política e não poupe esforços para corrigir o déficit técnico atuarial, assumindo a integralidade desse passivo.

Compartilhe agora com seus amigos
TwitterFacebookWhatsApp

Voltar ao Topo