Retrospectiva – Fundação Florestal

Publicado em 20/12/2004 00:00

Tamanho da fonte:

Já para os funcionários da Fundação Florestal o ano foi bastante difícil, pois logo no início do ano o Tribunal Superior do Trabalho aplicou efeito suspensivo no dissídio de 2003, inclusive as cláusulas sociais, que não estavam em julgamento, e os trabalhadores haviam conseguido sentença favorável no Tribunal Regional do Trabalho. O Sintaema entrou com embargos declaratórios, e realizou várias reuniões com a direção da Fundação. Além da preocupação com o dissídio de 2003 e 2004, os funcionários se viram diante de mais um problema: a suspensão da principal receita, o comércio de madeira e resina, o que causou grande descontentamento aos companheiros. Juntamente com outras categorias, o Sintaema e o CRF da Fundação participaram da audiência pública na Alesp que cobrou do governo iniciativas em relação à ausência de políticas de recursos humanos para o funcionalismo. Um ato de protesto foi realizado em frente à Secretaria de Meio Ambiente pela ausência de um acordo, e, os trabalhadores chegaram a aprovar uma greve em setembro, que foi suspensa por conta de uma deliberação da Fundação, que aplicou reajuste salarial, com repasse aos benefícios, este último um pleito que há anos não era atendido.

Compartilhe agora com seus amigos
TwitterFacebookWhatsApp

Voltar ao Topo