Protesto contra demissões

Publicado em 22/04/2013 00:00

Tamanho da fonte:

 O Sintaema protestou com ênfase no último dia 17 na Sabesp da Capela do Socorro por causa da demissão de dois companheiros, ambos com vários anos de dedicação à empresa.

A adesão dos trabalhadores locais foi excelente, e graças ao sucesso da mobilização, o Sintaema conseguiu uma reunião com o gerente de departamento da UGR de Interlagos, e uma das demissões foi revertida. A outra demissão não foi possível reverter devido ao fato de o trabalhador estar em vias de se aposentar.

Empreiteiro desrespeitou o movimento

De forma totalmente desrespeitosa para com o movimento exemplar dos companheiros e companheiras da Sabesp da Capela do Socorro, o empreiteiro que está fazendo uma obra questionável no local furou o protesto, adentrando na Sabesp com seus trabalhadores. O Sintaema pediu para que ele não tivesse esta atitude truculenta, mas pensando apenas no seu umbigo, ele entrou. Vergonhoso!

Grêmio desativado e trabalhadores na mão
Sem sequer conversar com os trabalhadores da Sabesp da Capela do Socorro, o Departamento desativou o grêmio e está fazendo uma obra no local para receber trabalhadores de outra unidade. Além de desrespeitar os companheiros locais, que do dia para a noite ficaram sem o grêmio, a reforma fez com que o teto da sala de reuniões desabasse. Imaginem se houvesse alguém no local no momento?
 
O Sintaema procurou o diretor regional da Associação, e não obtendo retorno, procurou o presidente da Associação Sabesp, mas também sem retorno. Os equipamentos do grêmio estão jogados no reservatório da Sabesp.

Hoje a estrutura local já é deficiente, e com a vinda dos companheiros do ER da Cidade Dutra, vai piorar, pois o estacionamento é pequeno, muitos deixam o carro na rua, em um local perigoso. É muito descaso da Sabesp para com todos! Vamos cobrar providências.





Compartilhe agora com seus amigos
TwitterFacebookWhatsApp

Voltar ao Topo