Maratona para chegar ao serviço

Publicado em 18/10/2004 00:00

Tamanho da fonte:

Localizada no município de Paulínia, às margens do rio Jaguari, a captação da Sabesp de Hortolândia fica distante da cidade e o seu acesso é difícil aos trabalhadores do local, que precisam percorrer cerca de 4 quilômetros por uma estrada de terra para chegar ao trabalho, passando inclusive no meio de um canavial. A captação funciona em sistema de revezamento de turno, e muitas vezes os trabalhadores fazem este percurso à noite, correndo riscos de assaltos, podendo ser atacados por cobras ou outros animais selvagens, pois a região, além do canavial, é uma área de matas, quando chove a estrada fica intransitável. Muitos destes trabalhadores são ajudantes e não têm carro, portanto fazendo o trajeto à pé. As dependências de trabalho também são inadequadas, não há água potável, a sala dos operadores de micro fica junto à sala de bombas, e o ruído é alto. O Sintaema por várias vezes tentou negociar junto à Sabesp uma forma de fornecer transporte a estes companheiros, mas até o momento a Companhia não manifestou qualquer vontade em discutir a questão. Continuaremos denunciando e cobrando providências.

Compartilhe agora com seus amigos
TwitterFacebookWhatsApp

Voltar ao Topo