Entidades questionaram as metas e criticaram postura da Sabesp

Publicado em 10/05/2010 00:00

Tamanho da fonte:

No dia 3, diante da greve e da manifestação massiva em Pinheiros, que reuniu mais de mil trabalhadores vindos de diversas áreas da Sabesp o presidente Gesner recebeu as entidades e pediu o prazo para apresentar uma proposta, o que foi feito no dia 4. Nessa reunião os sindicatos repudiaram a atitude unilateral tomada pela cúpula em não apresentar as metas e não discuti-las com as entidades, deixando os trabalhadores perdidos, metas confusas das quais algumas, em nossa opinião, não podem ser atribuídas aos trabalhadores, como a renovação de contrato entre a Sabesp e os municípios, por exemplo, ou mesmo a de satisfação do cliente, visto que muitos serviços estão nas mãos das terceirizadas. Frente aos argumentos e questionamentos do Sintaema e das entidades sobre a forma como vem se dando a definição de metas, a ausência de debate com as entidades e o próprio conceito em si da participação, o presidente da Sabesp se comprometeu a discutir esse assunto durante a campanha salarial. Vale ressaltar aqui que o Sintaema não assinou nenhuma meta e nenhum acordo sobre a PLR, pois jamais faria isso sem antes debater com a categoria.

Compartilhe agora com seus amigos
TwitterFacebookWhatsApp

Voltar ao Topo