Déficit Atuarial – Sabesp/Sabesprev: muita conversa e pouca solução

Publicado em 10/08/2009 00:00

Tamanho da fonte:

Depois de várias solicitações do Fórum das entidades e dos conselheiros eleitos, a Sabesp, juntamente com a direção da Sabesprev, receberam as entidades no dia 28 de julho. A direção da Sabesprev fez uma apresentação da situação do déficit nos últimos anos e a possível migração para um novo modelo de plano que seria o de “Contribuição Variável”. Na ocasião, os representantes de cada entidade colocaram as suas preocupações e ficaram decepcionados, pois na realidade os mesmos esperavam por parte da empresa uma solução com relação ao equacionamento do déficit que hoje é de R$ 500 milhões. Os trabalhadores, que durante anos não foram colocados à par da situação e que, portanto não devem pagar uma dívida que não é deles esperam agora da empresa e do governo do Estado uma solução definitiva. Desde 2002 os conselheiros eleitos e as entidades representativas dos trabalhadores vêm informando aos participantes e alertando a empresa do sentido de buscar uma solução para o problema, mas a empresa nunca se preocupou em resolver a questão, ao contrário, foi empurrando com a barriga. Os conselheiros eleitos e a as entidades representativas dos trabalhadores reiteram a posição de que o déficit é impagável por parte dos trabalhadores, podendo, com este cenário, dificultar a permanência no plano previdenciário, um plano que os trabalhadores tanto confiaram durante todos esses anos na esperança de ter um benefício que completasse sua aposentadoria. O prazo que a Secretaria da Previdência Complementar (SPC) estabeleceu está se esgotando, faltando menos de 60 dias, e a empresa não apresentou nenhuma proposta até o momento. Os conselheiros eleitos e o Fórum das entidades não medirão esforços políticos e jurídicos para que os trabalhadores garantam seu benefício, e esperam que a direção da Sabesp e o governo SERRA apresentem, em caráter de urgência, uma solução aos trabalhadores, ou seja, o pagamento de 100% do déficit por parte da empresa. É o que todos os trabalhadores, independente dos cargos que ocupam, esperam da Sabesp.

Compartilhe agora com seus amigos
TwitterFacebookWhatsApp

Voltar ao Topo