Conselho Deliberativo – Sabesprev

Publicado em 30/06/2008 00:00

Tamanho da fonte:

Na última reunião do Conselho Deliberativo foi apresentada pelo diretor financeiro a estratégia de investimentos que vem sendo realizada pela fundação com o acompanhamento do comitê de investimentos. Foram apresentadas todas as estratégias e sua diversificação, bem como o comportamento do mercado financeiro e suas variáveis e os resultados financeiros do orçamento ano de 2008. A diretora de saúde apresentou ao Conselho o cronograma de implantação dos novos planos de saúde que serão ofertados aos usuários dos atuais planos especial/ básico/ e alternativo , que se encontram em situação financeira muito ruim. Se tudo ocorrer conforme os prazos estabelecidos os novos planos deverão estar em funcionamento no primeiro semestre de 2009. Conforme solicitado pelo Conselho, a diretoria apresentou estudo sobre as possibilidades de diminuir as taxas de juros praticadas nos empréstimos pessoais. Depois de debater o assunto, o Conselho remeteu ao comitê de investimento novos estudos, visto que neste momento o governo vem aumentado os juros, e qualquer alteração nesta carteira precisa ser levado em conta a meta atuarial. Esse assunto voltará novamente ao Conselho nas próximas reuniões. Nesta reunião, a diretoria apresentou também o cronograma das recomendações sugeridas pelo Conselho Deliberativo quanto as praticas de gestão, e também posicionou o Conselho sobre o resultado da licitação para operadora dos planos de saúde. O vencedor foi um consórcio liderado pela CRC. A modalidade da licitação foi a de menor preço. Eleições Sabesprev e Plano Previdenciário Foi discutido o regulamento das eleições para os Conselhos Deliberativo e Fiscal da Sabesprev. A renovação será de uma vaga para cada conselho. As eleições devem ocorrer entre setembro e outubro. Como em outras vezes, será constituída uma comissão eleitoral, e assim que tudo estiver pronto, a Sabesprev fará a divulgação do pleito. Quanto ao plano previdenciário, o presidente do Conselho comentou que os estudos atuariais estão sendo atualizados e estão conversando com os diversos níveis de governo e também com a Secretaria de Previdência Complementar no sentido de encontrar saídas para equacionar o déficit. O que esperamos é que todo esse esforço resulte na compreensão de que é preciso que a sabesp assuma a totalidade do déficit, visto que não há capacidade de pagamento por parte dos participantes.

Compartilhe agora com seus amigos
TwitterFacebookWhatsApp

Voltar ao Topo