Confusão em Itapira

Publicado em 11/04/2005 00:00

Tamanho da fonte:

A partir de um Decreto baixado no último dia 24 pelo Prefeito de Itapira, criou-se um embróglio jurídico entre o poder concedente e a concessionária Sabesp, muito difícil de se prever o desfecho. Os vereadores, por sua vez, realizaram uma sessão extraordinária aprovando a saída da Sabesp do município. Em que pese as indefinições, cabe considerar o seguinte: a grande responsável pela confusão é a própria Sabesp, pois uma das razões que motivou o Prefeito a baixar o Decreto foi a não contratação de mão de obra pela empresa, ou seja, a Sabesp era só de “fachada”. Nisso tudo, o risco maior recai sobre a população, que nem sabe ao certo a quem recorrer caso necessite. Não é de hoje que o Sintaema vem alertando sobre a necessidade de contratação de mão de obra própria, que aliás é um dos principais eixos da campanha salarial deste ano. Percebe-se facilmente que os prefeitos e a população estão muito insatisfeitos com a política e os rumos que a empresa vem tomando. O Sintaema, enquanto defensor do saneamento público de qualidade, universalizado e com controle social não medirá esforços para se somar à população e exigir que a Sabesp cumpra seu dever, que é a promoção da saúde preventiva dos seus consumidores.

Compartilhe agora com seus amigos
TwitterFacebookWhatsApp

Voltar ao Topo