Atendentes: Sabesp quer retirar conquista

Publicado em 08/08/2005 00:00

Tamanho da fonte:

Foi com muita luta que os atendentes garantiram a redução da jornada de trabalho de 8 para 6 horas, em 1989. Mas no malfadado Plano de Cargos e Salários da Sabesp, foi trocada a nomenclatura do cargo de atendente, que passou para Técnico de Serviços Comerciais e a jornada passou novamente para 8 horas diárias, sendo que 2 horas são de serviços internos e 6 horas para atendimento ao público, com incorporação de 30% ao salário, sendo que o correto seria 1/3 do salário. Como já é de conhecimento de todos, o Sintaema foi contra à época, visto que, além da caracterização de diminuição salarial, a jornada de 6 horas foi uma árdua conquista. E agora, em mais uma medida arbitrária, a Sabesp está alterando a jornada novamente, aumentando em meia hora o atendimento ao público em algumas agências. Ou seja, o que já era desgastante vai piorar ainda mais, pois o Sintaema tem informações de que existem funcionários que mal conseguem fazer o seu horário de almoço devido a grande demanda de serviços. A Sabesp ignora o fato de que tal medida causará danos físicos e psíquicos aos atendentes, uma vez que tal trabalho é altamente estressante. Se a Companhia quisesse mesmo resolver o problema das filas no atendimento, contrataria mais trabalhadores através de concurso público, pois uma pesquisa já realizada indica que os consumidores gostariam que as agências funcionassem das 8 às 18 horas. O Sintaema, além de cobrar explicações da Sabesp, conclama a todos que trabalham com atendimento na empresa para participarem da reunião onde discutiremos esta questão. Reunião: dia 24 de agosto, às 18 horas, na Sede do Sintaema Compareçam!

Compartilhe agora com seus amigos
TwitterFacebookWhatsApp

Voltar ao Topo