Com o avanço da contaminação por Covid-19 e o surto de gripe, Sintaema cobra reforço dos protocolos de segurança à Sabesp

Publicado em 14/01/2022 13:37

Tamanho da fonte:

Preocupada com o avanço das contaminações e o surto da gripe H3N2 e com o intuito de garantir a proteção e segurança da categoria, a direção do Sintaema sentou nesta sexta (14) com representantes da Superintendência de Gestão de Pessoas da Sabesp para cobrar mais empenho da empresa na execução dos protocolos de segurança.

“Estamos preocupados com a explosão da contaminação. Além de São Paulo (capital), há relatos de surtos em cidades do interior como Botucatu, Itapeva, Franca, Presidente Prudente e Assis.  Ainda que a vacinação tenha avançado, o índice de contágio está muito alto e cabe à empresa, de forma mais efetiva, reforçar os protocolos de segurança e alertar sobre a gravidade que ainda existe tanto pela Covid-19, como pela gripe H3N2”, ressaltou o presidente do Sintaema, José Faggian.

Faggian também questionou sobre os motivos de algumas superintendências optarem pelo trabalho presencial nesta etapa. “Vemos com preocupação essa decisão. Em um momento de alta contaminação, quanto maior for o isolamento, maior será a proteção desses trabalhadores e teremos mais chances contra a Covid e o vírus do H3N2”, afirmou.

Na oportunidade, a direção do Sindicato ainda lembrou que, desde o início da pandemia, tem reivindicado todos os procedimentos de segurança (EPIs e higienização dos equipamentos utilizados no trabalho) para que os trabalhadores estejam protegidos. “Desde que a crise sanitária explodiu no país, em março de 2020, o Sindicato tem atuado firme e cobrado, diuturnamente, à empresa medidas de proteção para o conjunto da categoria, sobretudo para os que estão na linha de frente do serviço prestado e àqueles que precisam garantir, presencialmente, o atendimento à população”.

Na reunião de hoje a Sabesp informou que vai reforçar a importância dos protocolos e está empenhando esforços para alertar sobre a gravidade do momento. Seja aplicando quando possível a modalidade home office, seja com o fornecimento de EPIs e entrega de álcool gel para os que estão em campo e presencial na empresa, entre outros.

Sobre a vacina, a direção do Sintaema reiterou a importância do acompanhamento do quadro vacinal da base. “Não podemos baixar a guarda, pedimos aos trabalhadores que usem o álcool gel, a máscara e mantenham o distanciamento social. E sempre bom lembrar da importância da vacina, sem o quadro vacinal completo – todos nós seguimos com risco de vulnerabilidade ao vírus da Covid-19”, defenderam os diretores do Sindicato.

O Sintaema seguirá acompanhando de perto a segurança dos trabalhadores e das trabalhadoras. Nossa prioridade é a saúde e a vida de todos e todas. Vamos juntos na luta contra a Covid!

Compartilhe agora com seus amigos
TwitterFacebookWhatsApp

Voltar ao Topo